Campanha de vacinação acaba dia 30

VACINAÇÃO/SARAMPO

 

+ Eu converso agora com o médico infectologista Guilherme Henn sobre o sarampo, e a importância da vacina.

 

+ Você que tem de 20 a 49 anos de idade, procure um posto de saúde e tome a dose – isto independente de já ter tomado ou não.

 

+ Doutor, vamos começar explicando para o nosso ouvinte o que é o sarampo, quais os principais sintomas, como a doença se manifesta.

 

 (Bem, o sarampo é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus e ela é estudada dentro das doenças exantemáticas porque ela provoca um exantema, a formação daquelas manchinhas de pele. O sarampo, ele é uma doença que começa com febre, ligeiramente elevada, e com poucos dias, surgem sintomas respiratórios: coriza, tosse e conjuntivite nos dois olhos. O paciente passa alguns dias com esses sintomas. E, normalmente, ao final da primeira semana de sintomas, surgem as manchas. A partir desse momento, é que algumas complicações podem ocorrer. A otite média aguda, a infecção do ouvido, especialmente em crianças, e a pneumonia bacteriana. E a pneumonia é a principal causa de óbito entre os pacientes que morrem de sarampo.)

 

+ Agora, com relação à vacina, doutor.

 

+ Por que essa é a forma mais eficaz de combate ao sarampo?

 

 (Sobre a vacina, o que a gente tem que compreender é que o sarampo é uma doença que é imunoprevenível. O que isso significa? Há décadas, nós temos a disponibilidade de uma vacina que é extremamente eficaz para prevenção do sarampo. Ela é capaz de conferir imunidade de longo prazo para 95% das pessoas. É uma vacina feita com vírus vivo, porém atenuado do sarampo, então, em pessoas saudáveis não causa doença, só é capaz de gerar imunidade para que, quando o indivíduo cruzar com o vírus selvagem, ele não vai adoecer porque o organismo dele vai reconhecer aquele vírus e vai neutralizá-lo por já ter sido sensibilizado pela vacina anteriormente.)

 

+ Estamos ouvindo o médico infectologista Guilherme Henn, falando sobre o sarampo e a mobilização nacional de vacinação contra a doença.

 

+ Daqui a pouco, vamos falar mais sobre a vacina, a importância da proteção de crianças e adultos.

 

 

 

+ Nós voltamos, agora, com a parte final da nossa entrevista com o médico infectologista Guilherme Henn.

 

+ Estamos falando sobre a mobilização nacional de vacinação contra o sarampo que vai até o dia 30 de outubro em todo país.

 

+ Doutor, já falamos aqui sobre os sintomas e a importância da vacina no combate à doença.

 

+ Agora, tem muita gente que tem receio de tomar a vacina, de ter alguma reação.

 

+ Tem gente que acha que vai sentir muita dor na hora da aplicação.

 

+ E nós sabemos que a vacina é segura, já utilizada por décadas e com muito sucesso.

 

+ Por que é tão importante que todos estejam imunizados?

 

 (A vacina do sarampo é extremamente importante porque o sarampo é um vírus facilmente transmissível entre as pessoas. A transmissibilidade do sarampo, por exemplo, é muito maior que a do coronavírus. Só que a gente consegue, vacinando grande parte da população, a gente consegue fazer o que a gente chama de imunidade de rebanho e fazer com que o vírus tenha muita dificuldade de saltar de uma pessoa que possa estar infectada para outras pessoas suscetíveis. Se você diminui demais a quantidade de pessoas suscetíveis, vacinando a maioria da população, o vírus não tem como se disseminar entre as pessoas.)

 

+ E é bom ressaltar que não só as crianças precisam tomar a vacina contra o sarampo, não, doutor?

 

+ Os adultos também!

 

 (Bom, a necessidade de adultos entre 20 e 49 anos de se vacinarem contra o sarampo é a seguinte. Como nós voltanos a ter circulação do vírus do sarampo entre as pessoas, alguns adultos que foram vacinados lá quando eram crianças pequenas, tinha um ano de idade, elas já podem ter tido uma queda dos anticorpos neste tempo porque não foram mais expostos ao vírus, a vacina já tem muito tempo. Então, a ideia é reforçar a imunidade com pelo menos uma dose da vacina. Então, o ideal é que pessoas até 29 anos de idade que não consigam comprovar duas doses de vacina, a gente vai fazer as duas doses. Mas, essa é a medida de saúde pública recomendada internacionalmente para conter os casos de sarampo, especialmente, em adultos.)

 

+ Eu agradeço ao médico infectologista Guilherme Henn.

 

+ ?Tá com 20 a 49 anos de idade? Então vá até um posto de saúde e tome a vacina contra o sarampo, independente do histórico de vacinação.

Categoria:Maranhão